Brasil terá dois representantes no Adestramento das Paralimpíadas 2020

10/02/2020 as 04:27
O alteta paulista radicado na França Rodolpho Riskalla garantiu vaga individual para representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 ao lado do já medalhista Sergio Froes Oliva, de Brasília.
 
O Brasil não conseguiu classificar uma equipe completa, mas os dois ginetes conquistaram as vagas individuais com o resultado do ranking FEI das Américas em que ocupam a 1ª (Rodolpho) e a 2ª colocações (Sergio).
 
Rodolpho Riskalla montando Don Henrico em disputa internacional na França (repr. Facebook)
 
Rodolpho, que também compete internacionalmente no Adestramento Clássico, ficou em 10º lugar no Jogos do Rio 2016, sua estreia no Paraequestre, um ano após perder parte das pernas e das mãos devido a uma meningite. Já em 2018, conquistou duas medalhas de prata nos Jogos Equestres Mundiais de Tryon, Eua, no Grau IV.
 
Sergio Oliva é veterano com três participações olímpicas incluindo a Rio 2016, em que garantiu duas medalhas de bronze, além do título mundial conquistado em 2007. Ele tem paralisia cerebral e disputa o Grau I.
 
Os Jogos Paralímpicos 2020 acontecem de 25/08 a 06/09.
 
 
Com a fonte CBH