Tóquio 2020 | Fique por dentro das modalidades equestres

23/07/2021 as 01:32
E finalmente chegou a hora que todos esperavamos por tanto tempo: os Jogos Tokyo 2020 começaram e os esportes hípicos já estream no primeiro dia, 24/07, com as primeiras apresentações do Adestramento.
 
No Adestramento são 21 países na disputa com um total de 60 concorrentes. Dentre esses, apenas um brasileiro estará competindo individualmente: João Victor Marcari Oliva, 25, montando o Puro Sangue Lusitano de 12 anos, Escorial. Essa será a segunda participação de João em Olimpíadas.
 
O Centro Equestre Baji Koen, palco do hipismo nos Jogos; foto: FEI / Christophe Taniere
 
O Concurso Completo de Equitação (CCE) vem em seguida com as provas de Adestramento começando em 30/07 no Japão. Aqui no Brasil ainda será noite do dia 29/07. Também serão 21 nações e o Brasil terá uma equipe completa entre os 65 atletas que disputarão os Jogos,. São eles:
 
- Carlos Parro, 42, em sua terceira Olimpíada, montando Goliath, égua Sela Holandesa de 10 anos.
- Marcelo Tosi, 52, também participando dos Jogos pela terceira vez, desta feita com Glenfly, de 16 anos
- Rafael Losano, 24, montando Fuiloda G de 11 anos, em sua primeira Olimpíada
- Marcio Appel, 42, e Iberon JMen, 19, são o conjunto reserva. O conjunto já participou da Olimpíada do Rio 2016
 
Assim como o Salto e o Adestramento, o CCE também conta com novas regras entrando em vigor nesta edição dos Jogos, como por exemplo, equipes com apenas três membros e sem direito a descarte do pior resultado. A modalidade Salto conta com 36 países e 75 conjuntos no total e o time brasileiro é composto por:
 
 
- Yuri Mansour Gueiros, 42, estreando nos Jogos com QH Alfons Santo Antônio, de 14 anos
- Marlon Modolo Zanotelli, 33, também estreante no Jogos, montando o Sela Holandesa VDL Edgar M, de 12 anos
- Pedro Veniss, 38, com o experiente Quabri de L'Isle, 17, juntos em sua segunda participação olímpica
- Rodrigo Pessoa, 49, e Carlito´s Way 6, 11, até o momento figuram como conjunto reserva na competição. Esta é a sétima Olimpíada de sua carreira.
 
Confira mais abaixo as atuais regras da competição de Salto.
 
O Adestramento e as provas de Salto acontecerão no Baji Koen Equestrian Centre, enquanto que o cross country terá lugar no Sea Forest Park em Tokyo Bay.
 
 
Programação modalidades equestres Toquio 2020 (fuso brasileiro)
 
Agenda Adestramento
 
Sexta-feira - 23/07
1ª inspeção veterinária
 
Sábado - 24/07 - 5h00
Grand Prix
Sessão 1 - qualificativa equipes e individual (30 conjuntos)
 
Domingo - 25/07 - 5h00
Grand Prix
Sessão 2 - qualificativa equipes e individual (30 conjuntos)
 
Terça-feira - 27/07 - 5h00
Grand Prix Special
Final por equipes (24 conjuntos - 8 equipes)
 
Quarta-feira - 28/07 - 5h30
2ª inspeção veterinária
Grand Prix Freestyle
Final Individual (18 conjuntos)
 
 
Agenda Concurso Completo de Equitação
 
Quinta-feira - 29/7 - 20h30
1ª inspeção veterinária
Sessão 1 - Adestramento individual e equipes
 
Sexta-feira - 30/7
5h30 - Sessão 2 - Adestramento individual e equipes
20h30 - Sessão 3 - Adestramento individual e equipes
 
Sábado - 31/7 - 19h45
Cross Country individual e equipes
 
Domingo - 1/8
2ª inspeção veterinária
 
Segunda-feira - 2/8
5h00 - Salto - Final por equipes e qualificativa individual
8h45 - Salto - Final individual (25 conjuntos)
 
 
Agenda Salto
 
Sábado - 31/7
1ª inspeção veterinária
 
Domingo - 1/8 - 7h00
Treino
 
Terça-feira - 3/8 - 7h00
Qualificativa Individual (75 conjuntos)
 
Quarta-feira - 4/8 - 7h00
Salto Individual Final (30 conjuntos)
 
Sexta-feira - 6/8 - 7h00
Salto Qualificativa por Equipes (60 conjuntos - 20 equipes)
 
Sábado - 7/8 - 7h00
Salto Final por Equipes (30 conjuntos - 10 equipes)
 
 
Regras do Salto Tóquio 2020
 
1º Dia: Qualificativa Individual - 75 conjuntos, sendo 60 equipes e 15 só individual
Podem participar até 3 conjuntos por país (se o técnico quiser, pode colocar o reserva; no entanto, não pode haver troca até o término do Individual). Prova sem cronômetro. Os 30 melhores se classificam para a Final Individual. Se houver empate para o 30º lugar, classifica-se o de melhor tempo. Se houver empate na penalidade e no tempo, entram os que empataram.
 
2º Dia: Final Individual - 30 conjuntos
Todos começam zerados. Prova tipo GP (Art. 238.2.2). Desempate somente para o 1º lugar com o mesmo número de penalidades. Os outros são classificados pelas penalidades/tempos do desempate e, se for o caso, do percurso inicial. Só haverá desempate para prata e/ou bronze se os conjuntos terminarem empatados nas penalidades e nos tempos.
 
3º Dia: Descanso.
 
4º Dia: Qualificativa por Equipes - 60 conjuntos de 20 equipes
O técnico pode fazer uma troca na equipe até 2 horas antes. Essa troca pode ser feita por qualquer motivo. Prova sem cronômetro e sem descarte do pior resultado. Classificam-se para a final as 10 melhores equipes no somatório das penalidades dos 3 conjuntos. Se um dos conjuntos for eliminado, a equipe se classificará depois das que terminaram os 3 conjuntos. Se 2 forem eliminados, a equipe estará eliminada. Se houver empate no somatório das penalidades para o 10º lugar, classifica-se a com o menor somatório dos tempos. Se houver empate no somatório das penalidades e dos tempos, entram na final as que empataram.
 
5º Dia: Final Equipes - 30 conjuntos de 10 equipes
Todas começam zeradas. Sem descarte. O técnico pode, duas horas antes de iniciar a prova, fazer outra troca, desde que seja por problema veterinário/saúde, atestado pelo veterinário/médico do próprio país. Prova sem cronômetro com desempate para o 1º lugar em caso do mesmo número no somatório das penalidades dos 3 conjuntos. As outras equipes são classificadas pelo somatório das penalidades e dos tempos dos 3 conjuntos, no desempate ou no percurso inicial. Só haverá desempate para prata ou bronze se acontecer de as equipes terminarem empatadas no somatório das penalidades e dos tempos.
 
Obs.: o reserva só ganhará medalha se for utilizado no decorrer da competição.
 
 
 
Com infos: FEI