João Victor Oliva conquista melhor nota na história do Adestramento olímpico

26/07/2021 as 04:17
Após dois dias de disputas qualificatórias no Adestramento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, João Victor Oliva deixa sua marca na história do hipismo brasileiro com a melhor nota de um conjunto nacional em disputas olímpicas na modalidade. Montando o Puro Sangue Lusitano Escorial, de 12 anos, há apenas 10 meses, João Victor conseguiu uma média geral de 70,419% nesta que foi sua segunda Olimpíada.
 
O medalhista panamericano João Victor Oliva em ação em Tóquio com Escorial
 
O cavaleiro baseado na Europa desde 2014, ainda enfrentou a pressão de ser o único brasileiro em pista na modalidade e o primeiro a se apresentar no Centro Equestre Baji Koen. Mas isso não impediu João de realizar uma boa reprise, elogiada pelos juízes e pela imprensa internacional, que o colocou na 26ª posição geral.
 
João Victor, que largou com mais 59 adversários, pode não ter se classificado entre os 18 que seguem para a final individual em 28/07, mas quase alcançou a melhor marca histórica do Cel. Sylvio Marcondes de Rezende com Othelo nos Jogos de Munique em 1972, que foi 25º entre 33 competidores.
 
João conduz o garanhão PSL Escorial na inspeção veterinária
 
O jovem paulista de 25 anos, filho do conhecido empresário Victor Oliva e da "rainha do basquete" Hortência, é atleta filiado à FPH desde 2010 e tem ainda em seu currículo um bronze no Pan de Lima 2019. Desejamos que sua carreira hípica alcance voôs ainda maiores no cenário internacional!
 
 
 
Com infos: Imprensa CBH; fotos Luis Ruas/Hipismo Brasil