Scoth vence etapa final e confirma o ouro na Taça São Paulo de Salto Iniciante 2021

07/12/2021 as 02:35
As 22 equipes inscritas voltaram a se enfrentar no confronto final da Taça São Paulo de Salto Iniciante em busca do título na edição 2021. A 5ª e última etapa teve lugar no Clube Hípico de Santo Amaro durante os Jogos Equestres Paulistas, entre 02 e 05/12.
 
O grande palco
 
Com uma campanha arrasadora o time Scoth venceu mais uma vez e sagrou-se o grande campeão do circuito. A Scoth é formada por quatro amazonas da Hípica Villa Real: Alana Cristina Sango montando Indio HVR na Série Aspirantes, Melina Carminatti com Ayslan na Preliminar, Laura Gobbo e Bonnie B VHR na Intermediária, e na Principal, Amanda Carolina Sango com Black Arrow.
 
As meninas da Scoth no pódio ao lado de Daniel Gobbo, chefe de equipe; embaixo Batista, diretor de Salto Iniciante da FPH, com Geraldo Farago, instrutor da Villa Real e Dra. Maria Gabriela, da Nefrostar, um dos patrocinadores da Taça São Paulo
 
"Foi muito mais que uma vitória dessas que a gente ganha um campeonato ou um ranking que disputamos todos os anos. Me sinto orgulhoso dessa equipe e honrado por ter vencido um campeonato tão difícil", comentou Daniel Gobbo, chefe da equipe Scoth. "Quero parabenizar a FPH e ao Batista, diretor de Salto Iniciante, por ter conduzido isso com tanta dedicação. Que 2022 siga o mesmo caminho!"
 
José Batista Filho, diretor de Salto Inciante da FPH e um dos grandes idealizadores da Taça São Paulo, também comentou: " Gostaria primeiramente de agradecer o apoio dos patrocinadores e o esforço de todos os instrutores, que tiveram participação fundamental no enorme sucesso deste circuito." Patrocinaram a Taça: Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), Rancho São GAbriel, Haras Rosa Mystica, Haras Josilmar, Horsemen e Nefrostar.
 
Nada como uma mesa cheia de troféus
 
A 2ª edição da Taça São Paulo de Salto Iniciante, torneio que foi sucesso em 2020, retornou com força total em 2021 e premiação de R$ 100 mil distribuídos ao longo do ano, para as equipes vencedoras das etapas e para as melhores do ranking. Para definição do time vencedor de cada etapa, foram somadas as pontuações dos três melhores resultados de cada equipe nos dois dias, pela contagem olímpica. A equipe que contabilizou mais pontos nas cinco etapas foi declarada a vencedora.
 
 
O confronto final
 
As equipes disputaram firme a etapa final nos dois dias de provas, resultando em uma pontuação apertada. A Scoth venceu marcando 227,5 pontos. O final de semana também foi ótimo para o Centro Hípico Capi e seu chefe de equipe Luiz Carlos Guedes, que fizeram dobradinha no pódio. A 2ª colocação ficou com o time Esquimó, integrado por atletas da entidade, que contabilizou 225,5 pontos e o 3º posto foi da equipe Fahrennheit, 221 pontos, também do Capi.
 
Pódio 5ª etapa Taça São Paulo de Salto Iniciante
 
1º lugar Scoth - 227,5 pontos
Alana Cristina Simião Sango / Indio HVR - 0,40m
Melina Oliveira Carminatti / Ayslan - 0,60m
Laura Hebeler Gobbo / Bonnie B VHR - 0,80m
Amanda Carolina Simião Sango / Black Arrow - 0,90m
 
 
2º lugar Esquimó - 225,5 pontos
Gabriela Fulgido / Kahdota Don Afonso HAP - 0,40m
Luisa Navarro Peres / Flicka LM - 0,60m
Henrique Cecílio Tosti / Kahdota Don Afonso HAP - 0,80m
Luigi Trovo Gracci / Flicka LM - 0,90m
 
 
3º lugar Fahrennheit - 221 pontos
Larissa Del Buoni Camargo / Presidente - 0,40m
Julia Nascimbeni Lombarsi / Land Lucky do Gerezin - 0,60m
Yasmin Magalhães Rossi / Land Lucky do Gerezin - 0,80m
Gustavo Ramos dos Santos / Kahdota Don Afonso HAP - 0,90m
 
 
Os campeões
 
Com nada menos que três vitórias e um 2º lugar ao longo do ano que rendeu 1421 pontos, a equipe Scoth vinha liderando desde a 3ª etapa com quatro amazonas da Hípica Villa Real, orquestradas pelo chefe de equipe, o cavaleiro e instrutor Daniel Gobbo, que também é formado em veterinária.
 
Formaram a Scoth as irmãs Alana, 10, e Amanda Simião Sango, 17, Melina Oliveira Carminatti, 14 anos e Laura Hebeler Gobbo, 13 anos, filha de Daniel. "Eu planejei essa conquista dependendo das meninas, eu sabia que elas teriam que “crescer” durante o campeonato. Eu contei com esse progresso delas, sem isso não conseguiríamos. E elas foram gigantes dentro de pista", elogiou Gobbo. "Passamos por momentos difíceis nos treinos e nas provas em que testamos os cavalos e os conjuntos: tombos, cavalos que se machucavam, etc. E ainda tínhamos a distância como dificuldade." Daniel e as amazonas moram em São José do Rio Preto, cidade onde fica a Hípica Villa Real.
 
Scoth novamente no pódio, acompanhada desta vez também do diretor de Salto da FPH e chefe de equipe da Kairós e Spartans, Everaldo Mendes, o Kareka
 
"Mas decidi que não deixaria que elas parassem de acreditar que seriam capazes de vencer. Focamos no treinamento e em todas as competições tentei colocar na cabeça delas que o que importava era montar bem e se sentir feliz em pista. E foi o que elas fizeram. Por isso esse título foi tão importante: elas disputaram um campeonato super competitivo pensando em montar bem e serem felizes. Acho que consegui provar a elas que eram especias. Hoje elas são especiais para si mesmas, uma para a outra e juntas para nossa equipe!", finalizou Gobbo.
 
Geraldo, Melina, Amanda, Alana, Laura e Daniel exibem orgulhosos sua bandeira e os prêmios pelos quais trabalharam tanto
 
As outras duas equipes que formaram o pódio geral de 2021 também tiveram um ano muito especial. A Kairós, que foi a campeã em 2020, desta feita conquistou a medalha de prata com 1314 pontos. Já a Spartans ficou com o bronze somando 1266,5 pontos. Ambas são formadas por cavaleiros e amazonas do Centro Hípico Granja Viana, cujo chefe de equipe é o cavaleiro e instrutor Everaldo Duarte Mendes, o Kareka. Exceção para Beatriz Taniguchi que representa o CHSA e Julia Neves, do Capi.
 
Uma premiação surpresa para as equipes mais bem apresentadas do ano: Kairós, Spartans e Riders HBR
 
A Kairós contabilizou um 2º e um 3º lugar durante o ano, foi constante, na etapa final conseguiu os pontos necessários para conquistar a medalha de prata. Já a Spartans teve uma vitória e um 3º lugar durante o ano.
 
 
Pódio Final Taça São Paulo de Salto Iniciante
 
1º lugar Scoth - 1421 pontos
Alana Cristina Simião Sango / Indio HVR - 0,40m
Melina Oliveira Carminatti / Ayslan - 0,60m
Laura Hebeler Gobbo / Bonnie B VHR - 0,80m
Amanda Carolina Simião Sango / Black Arrow - 0,90m
 
 
2º lugar Kairós - 1314 pontos
Beatriz Trindade Taniguchi / Crystal Blessed - 0,40m
Edivaldo Nascimento dos Santos / Santè - 0,60m
Maria Clara Verne Curtale / Conan do Jacaré - 0,80m
Maria Luiza Alves do Nascimento / Greco do Vouga - 0,90m
 
 
3º lugar Spartans - 1266,5 pontos
Pedro de Paula Costa / Estanho - 0,40m
Giovana Machado Luz Pedrosa / Jogo da Luz - 0,60m
Ana Luiza Bueno Prado Rangel / Athos - 0,80m
Julia Simão Neves / Zirocco - 0,90m
 
 
 
 
FPH com fotos: Rafael Coli; Apoio: